25.5.14

Scrotuff



Bela raça de filho da puta somos, se formos fazer uma análise do ser humano a partir do scruff... Não vou entrar nos pormenores de como eu, comprometido que sou, experienciei a vivência de um aplicativo de pegação por geolocalização, o fato é que por lá andei. Me refiro ao scruff por que foi a experiência que tive, mas os outros não são muito diferentes dele, aliás.. Nenhum lugar de pegação gay (com ou sem intermédio da internet) é muito diferente dele. 

Daí vc vai dizer "mas ele é só uma ilustração do que de fato somos e blá blá blá blá".. Porra nenhuma, preciso acreditar que somos melhor do que isso se não nem levanto da minha cama.. Preciso acreditar que pelo menos potencialmente somos melhor do que isso... 

Na época da faculdade li um texto, acho até que era de Freud, que se chamava Psicologia das Massas e análise do eu, ou qq coisa nesse sentido.. Lembro que para introduzir sobre o livro meu professor contou de um episódio em que uma mulher estava em cima de um prédio pronta pra se jogar enquanto uma massa eufórica gritava "pula, pula, pula".... Isso tmb diz muito das torcidas organizadas que batem, agridem, apedrejam, nego só pq  torce pra outro time, coisa esquistíssima mesmo... No livro em questão o autor fala dos regimes totalitários e o irracionalismo das pessoas diante a massificação de um discurso que faz com que percam a humanidade a ponto de naturalizar um fenômeno como o holocausto.

A situação me faz lembrar uma passagem do Batman em que a Psicóloga Ruth Adams do Asilo Arkham tenta explicar ao Batman pq o tratamento não surte efeito no coringa ela diz:

"O Coringa é um caso especial. Muitos de nós acreditam que ele está além de qualquer tratamento. Na verdade, não estamos sequer certos de que ele possa ser definido como insano.(...) É bem possível que estejamos diante de um caso de super-sanidade. Uma nova e brilhante modificação da percepção humana. Mais adequada à vida urbana no fim do século vinte.(...) Diferente de você ou de mim, o Coringa não parece ter controle sobre as informações sensoriais que recebe do mundo externo. Por isso, alguns dias ele é um palhaço infantil. Outros, um psicopata assassino. Ele não tem verdadeira personalidade. Ele cria uma diferente por dia. O Coringa se vê como o mestre do desgoverno, e o mundo como um teatro do absurdo."

Acho que é mais ou menos por ai, sabe??? Sem a coisa do brilhantismo, é claro.. Pq é de uma boçalidade, uma previsibilidade, um repetição que chega a ser constrangedora...  Não há crítica, apenas uma repetição irrefletida dos padrões colocados pela mídia, não me refiro nem só aos padrões de beleza, mas de relação ou de ideal mesmo, do que é o ideal, do que pode te proporcionar prazer. É ai que está nossa diferença pro Coringa, nada se reinventa, tudo se mantém igual. Isso justificaria o discurso fascista antiafeminado ser tão disseminado sem cítica nenhuma.. E é tão óbvio, transparente como a água tah ai pra qq um que quiser deixar de ser babaca ver... A hostilidade quanto a padrões de comportamentos fora de um molde de masculinidade é uma expressão clara de todo processo histórico de homofobia.. É tão difícil assim, Deus???? Por favor...

O tal controle as informações sensoriais apontada na fala de Ruth Adams é o que de fato nos humaniza, é a crítica mínima que temos diante do que chega, do contrário estamos nos comportando de forma animalesca num principio simplório e simplista de seleção... Atraso, atraso.. A-TRA-SO!!! 

Lembro de um amigo me contando que certa vez estava no Dark Room do Buraco da Lacraia (vai vendo) e ficou horrorizado ao ver um garoto caído no chão (possivelmente em coma alcoólico) e as pessoas pulando ele pra poder passar, sem fazer nada... Deixa eu acreditar que somos melhores que isso?? Me façam essa gentileza??? Grato!!

Pois bem, andando pelo Scruff encontrei alguns tipos básicos, cataloguemos então para ficar mais didático

1- Não sou  nem curto Afeminados



A afirmação é medonha, fico feliz de ver que tem virado sinônimo de deboche por alguns setores e piada na internet, meu coração se enche de alegria, pq antes sentia que só havia eu Foxx e o Cara Comum vendo a obvidade da vida... No Scruff 80% daqueles que tem algum perfil escrito vai falar qq coisa nesse sentido "gosto de homem", "sou macho", "gosto de homem com jeito de homem".. Também, adoro.. Homem que honra as calças como meu avô ensinou, que tem palavra, que é honesto, que enfrenta, que é parceiro... Negócio de coçar o saco e cuspir não me é critério de nada.

2 - O Jurado



Babaca - Tem de corpo?
Divo - Nu?? Pq acho que uma das que foram eram de corpo inteiro até...
Babaca - Não, de corpo com cueca ou sunga
Divo - Ficar te devendo, Senhor Jurado.. E antes que chegue a fase das perguntas já antecipo em dizer que meu sonho é a paz mundial.
Babaca - Nossa, grosso vc.
Divo - Acontece, questão de perfil mesmo, tmb não te achei um fofinho de chegar falando "foto" e pedindo mais e querendo de outras formas para que vc melhor avalie.. Mas acho que não temos um problema aqui, vc me achou grosso eu te achei soberbo, a gente se despede e pt saudações


Sim, o Divo em questão sou eu (beijinho no ombro)... Acho que o diálogo resume tudo.. Parece desfile de miss, mesmo... Traje de gala, desfile de maiô, corpo, rosto... Só naturalmente não teria a fase das perguntas que "antecipei" pq pouco interessaria o que penso ou mesmo meu carisma.

Não é incomum de vc ver junto ao nick um "Leia meu Perfil!!!", aí vc pensa: Poxa o cara deve ter coisas a dizer.. Errou, Baby... É o jurado já se precavendo e deixando bem claro que não curte afeminado, gordo, velho, fumante ou qq outra coisa que o deixa nessa posição de rainha de copas cortando cabeças freneticamente. 

Um amigo  teve um encontro com um cara do scruff num dado momento eles se pegando o cara lança a pérola de que meu amigo precisava fazer academia para queimar algumas gordurinhas.. Nota.. O cara tinha trinta e o amigo em questão vinte.. Vergonha muita, sabe??? Ai um babaca desse vai contra-argumentar dizendo que devo ser feio, gordo, preto, pobre , afeminado e o diabo como se a minha condição minasse a argumentação.. Muito franca.. Era melhor ser tudo isso junto e ter bom senso do que ser um babaca nesse nível... Acima de qq coisa fui criado por quem fui e tenho educação.. Só isso!!!

3 - O Compulsivo por fotos




Babaca - Foto?
Divo - Bom dia pra vc tmb!!
Babaca - Tem foto?
Divo - Manda sua mãe dar o cu pro capeta... Aquela filha da puta que ronca e fuça!!!

Esse diálogo é fictício, mas tem tuuudo pra se tornar real.. Pavor de gente que chega falando "foto?".. Há uma paranoia por foto no scruff em níveis épicos.. nego tem foto de um braço e deixa claro que não tecla com quem não tem foto.. É como que é isso???  Beira a esquizofrenia, gente!!! To falando pra vcs que a gente tá perdendo a crítica, mas se olhar com cuidado é papo pra psiquiatria!!!

Enfim, se observar vai ver que os três tipo catalogados se completam e tudo faz parte de uma coisa só.. Um único perfil repartido em não sei quantos milhões de usuários.. Arrogantes, fúteis, que não se olham, não se enxergam e muito menos enxergam o outro.. Um horror... A solução?? Eu aposto na máxima clichê de sermos a mudança que queremos pro mundo, é a melhor maneira que temos de buscar semelhantes e de formar semelhantes.. Educar o outro é uma missão cristã quase.. A bíblia fala da importância de evangelizar.. Fazendo um paralelo acho que devemos e podemos ajudar as pessoas a caminhar pra lucidez... Não sou bom, nem foda, nem nada demais, mas olhando pro scruff acho que ser razoável tem sido excelente comparado a sei lá quantos milhões de perfis que tem demostrado não conseguir juntar um Lé com Cré...  E quero acreditar que da pra ser melhor do que isso!!!



13 comentários:

  1. Vontade de aplaudir de pé! Post perfeito, verdadeiro e além disso nos leva a refletir sobre muita coisa. Adorei, Gato!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado meu lindo, fico feliz quando ajudo a trazer reflexão e ainda mais entusiasmado para retornar ao velho hábito da escrita...

      Excluir
  2. Ai ai, eu tô emocionado!
    Tão bom ver que eu não sou o único repetindo esse discurso, novamente. Pq vcs dois me abandonaram né? Vc e o ex-Cara Comum (ele mudou o nick) me largaram aqui gritando sozinho contra essa palhaçada, tentando alguém ver a luz.
    E é simples mesmo, como vc diz: sejamos a mudança que queremos para o mundo.

    ResponderExcluir
  3. Voltei, amigo.. E com sangue no zoio... hauahauahauhaua

    ResponderExcluir
  4. seu texto é muito bom e as ideias não podiam ser mais atuais. esses dias li um texto sobre isso também e acho que realmente é um assunto que dá pano pra manga.

    o app é realmente só um reflexo do que a gte é na verdade, mas isso não quer dizer que tudo bem, né? que a gente não tem que mudar (não só no app, mas tb na realidade).

    na minha opinião, tá ficando cada vez mais difícil achar alguém que não glamourize a vida, que seja realmente gente fina. eu não pra onde essas pessoas estão indo, só sei que quando encontro alguém que fala tudo que você falou aqui dá uma vontade de abraçar e agradecer.

    então, obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh meu rei o abraço é aceito com muito carinho, eu tmb fico muito contente quando encontro semelhantes, pq por mais revolta que possa ter o meu texto coberto de palavrões na verdade eu to é militando ferozmente a favor da generosidade entre os pares.. É de abraços mesmo que estou falando, de acolhida, de afeto...

      Excluir
  5. Gente podem me julgar mas eu tenho 4 app desses no meu celular... gente eu tava desesperado!! kkkkk.... Bem o desespero passou (continuo solteiro porém feliz)... e os app ficaram aqui, as vezes entro neles só de curiosidade, até conheci umas pessoas interessantes lá mas é raramente e é bem assim mesmo que vc falou... Acho um horror a pessoa virar pra mim e me pedir uma foto do meu pau... Não que eu tenha pudor com o meu corpo, tô muito satisfeito com ele por sinal, mas gente acho um horror a pessoa se interessar mais pelo meu pau do que com o que eu posso falar de interessante... Então Gato concordo plenamente com o que vc disse!!


    Momento merchan: Nos dias 27 e 28 de maio estarei em cartaz com o espetáculo Palhaços e Peladas as 20h no Teatro Popular de Rio das Ostras! Espero todos lá!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas eu não te julgo é nada, tem mais é que se jogar, mesmo gatão.. O problema não é estar no APP, mas a maneira que se relaciona com ele.. Só isso!!!

      Excluir
    2. Eu entendi isso Gato!! E por favor dê destaque ao meu merchan!!! kkkkkkkkkkkkkkkk
      Tô numa fase tão boa da minha vida que a parte de eu ser solteiro parou de me incomodar!!

      Excluir
  6. só pra contrariar, encontrei meu último namorado (há 06 meses já) nesse aplicativo aí......comofaz?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se já terminou, né?? Fazer o que?? Vida que segue....

      Excluir
  7. Beleza de análise! É o reino da banalidade isso! Não faço ideia de como seja o ambiente desses aplicativos. Ou melhor (rs) acho que sei. Há um tempo resolvi ver como funcionava o chat da UOL (retrô, né!)... gente, que barbaridade é aquilo! Aqueles nicks, aquelas pessoas que nem escrever o básico sabem! Fora que acho um disparate a pessoa, sem nem dizer um oi, ou um boa noite, já entrar de sola: ativo ou passivo? Só por Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas vc tmb resolveu conhecer o pior, hein.... O Scruff não é pior que a UOL, por incrível que pareça....

      Olha, pode até não parecer, mas eu sou até bem tolerante, o "não saber escrever" como vc colocou eu entendo e não dou tanto valor, a coisa do ativo/passivo eu entendo embora discorde, entendo bastante coisa... A questão pra mim não está na maneira que as pessoas expressam seus desejos a questão é: Que desejos são esses?
      De forma irrefletida as pessoas seguem um molde e perdem a diversidade das possibilidades... São hostis con o que julgam não desejar e não desejam o que foram ensinados a não desejar...

      Excluir