2.6.14

Mundo Estranho com Gente Esquisita.

Nesse final de semana um amigo me contou que foi para um encontro e que dentre outros assuntos absolutamente sem sentidos o boy perguntou pra ele a queima roupa se costumava passar cheque.. E ai é aquilo, né?? Eu super-entendo que por uma questão histórico-social o universo gay acaba sendo um solo fértil para entradas que seriam impraticáveis no mundo hetero.. Aprendemos a ter nosso encontros na surdina, por baixo dos panos, passamos boa parte de nossas vidas (alguns a vida inteira) sem ter a oportunidade do ritual que envolve encontros furtivos ou um passeio de mãos dadas na praia até que as coisas caminhem pra isso... Precisamos ir direto a isso... E acho que nos adaptamos bem a essa realidade. O tocante sexo costuma realmente ser uma frente mais presente nos nossos encontros e conversas preliminares, então nem vou olhar com tanto assombro pra pergunta pelo teor sexual em si, afinal.. Eu já relevo o "ativo ou passivo?", relevo nego pedindo foto nu, relevo querendo saber quantos cms... Compreendo, relevo, acolho e quando possível educo (tudo por amor a causa).... Mas sinceramente eu acho que nesse caso para além do sexual passa por uma questão de bom gosto e educação sua enquanto anfitrião não querendo que um convidado se sinta desconfortável na sua casa.  Se o carinha não faz, a pergunta é super desagradável e se acontece eventualmente... Chegamos a um momento de verdadeira tragédia social.. O caos!!!  Lembrei de um que encontrei anos atrás e durante o primeiro encontro me contou que uma vez colocou pelo cu uma bolinha pra cheiro que entrou dentro dele e depois só saiu nas fezes... Aí fica difícil, né??? E juro que pode até não parecer, mas sou bem tolerante!!!

Na manhã seguinte do encontro estranho um outro amigo, em outra ponta do país tem o seguinte papo no mensseger:

Palhacito - Olha só! Eu gostei muito de vc, vc é um cara bonito, vou ser sincero com vc! Eu não me sinto  a vontade com pessoas afeminadas, não me pergunte por que, nem eu sei!

Daí perguntei ao amigo em questão se o cara era afeminado.. E adivinhem??
Sim, é claro.. Afeminado e não assumido.. Achei engraçado ele não entender um "porque" tão obvio que com duas explicações preliminares cheguei a ele.. Super-explicaria!!!  

O festival de perguntas bizarras pro primeiro amigo que falei não acabaram por ai, uma sessão que mais parecia ser a entrevista de emprego da Brasileirinhas... Sujeito convidou ele pra jogar video game e assistir um filme e pergunta se passa cheque. Alguma das respostas deu errada pra banca avaliadora que não teve a iniciativa com meu amigo, mesmo com ele dormindo na casa do cara. O que ele falou que o outro não queria ouvir?? Eu não sei.. Eu só sei que no fim desse final de semana esquisito ouvi uma frase do Professor Xavier no cinema que me fez lembrar muito disso tudo... Muito mesmo...

"Você não tem medo dos fantasmas deles, tem medos dos seus que vc encontra quando ouve os deles"

Booooommmm...


13 comentários:

  1. As pessoas são estranhas... aliás as pessoas estão muito loucas ultimamente... Sou super a favor do Bolsa Terapia pq tá f... ultimamente!!!

    Eu sábado postei no face que As pessoas estão num estágio de loucura tão grande que quem tem um mínimo de sensatez é visto como anormal!

    E infelizmente é bem isso mesmo!

    ResponderExcluir
  2. Amo X-Men e suas metáforas sobre os gays.
    Acho que vou escrever um texto sobre isso.
    =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsss.. Metáforas sobre diferenças, sempre.. Acho que acaba se afinando com a pauta gay pq tal como os mutantes do mundo Marvel somos um grupo grande, com visibilidade, alvos muito claros da rejeição/preconceito e principalmente estamos num lugar que nos repensa enquanto espécie.

      Excluir
  3. gente, citar professor xavier num assunto basicamente sobre sexo anal.

    você conseguiu o impossível.

    sobre passar cheque, acho que ninguém passa por isso sempre. se acontece, é por acaso, por descuido do momento... é constrangedor, mas acho que a gente tem que viver com essa possibilidade dada à limitação do nosso sexo.

    a pergunta não cabe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro.. Sempre encarei com a maior naturalidade da vida, tentando fazer tudo pra pessoa não ficar constrangida, pq, né?? Quisesse cheiro de perfume metia o piru na caixa de omo...

      Péssimo, péssimo...

      Excluir
  4. Olá! Que bom vê-lo postar novamente, tudo bom?!

    Interessante, seu post de certa forma "combinou" com algo que passei essa semana tentando ajudar um amigo... E com certeza a frase no final resume bem o que eu pensei ao longo da semana.

    A primeira coisa que me passou pela cabeça foi que sem intimidade o cara já tascou essa pergunta, o que ele perguntaria depois?! Sei lá, eu geralmente penso que quando conhecemos alguém tentamos ser o mais agradável possível, Mas enfim, isso explica porque eu ainda estou naquela de "sempre a daminha, nunca a noiva" (ehehe), dou conta não!

    Um boa semana para você! :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ow, Querido.. Retornei sim, tava cheio de saudades e esbaforido de coisas pra compartilhar, pq com um turbilhão desse se agente não compartilha se afoga...

      Segundo o amigo foi um festival de perguntas péssimas e intimidades estranhas... Cara falou sobre dinheiro, sobre o quanto é pão duro, falou em números mesmo, sabe?? Problemas familiares e por ai vai!!! Sinceramente não consigo nem especular o que poderia vir de mais intimo depois...

      Excluir
  5. Provavelmente era a fantasia do cara.... receber cheques e mais cheques!!!
    Síndrome de bancário!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pensando assim Max, até que pode ser.. Mesma coisa de alguém num primeiro encontro me perguntar se eu masturbaria um jumento....

      Excluir
  6. É sério isso?!? Oh, Lord! Puxa a cordinha que eu vou descer desse munda a-g-o-r-a!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tamo junto.. Vamos fazer um bloco; Unidos da descarga!!!

      Excluir