13.8.12

Pk eu preciso dizer que te amo...



Em algum mês de 1982, qdo Malu Mulher havia passado há pouco tempo na TV e quando no Brasil ainda havia o desquite, uma filha já separada há cinco anos, interrompe um jogo do fluminense chiado para falar pra um patriarca que estava grávida do ex-marido que negava a paternidade... E ele respondeu:

- Fique na nossa casa minha filha, não vai faltar nada pra vc nem pro seu filho.

Começa ai a maior historia de cumplicidade que tive na vida... A minha historia com os meus avós.

Boêmio, gaiato, mulherengo e machista meu avô há de ter alguns defeitos que de fato considero grave em um homem, mas como já disse aqui em outra oportunidade, ele tem em si mais MACHO do que ISMO... Nunca negou o ônus do papel que se propôs.. No que tange aos cuidados foi indiscutivelmente excelente pai, avô, tio... Sendo pra todo rebanho um esteio, um porto seguro.

Tiveram três filhos.... Um, definitivamente deu errado e perdido no mundo é o que mais negou lugar de onde veio.. As duas filhas?? Divorciaram ambas... Se as portas desse patriarca machista se fecharam pra algum deles??? Nunca...

Da geração de netos, então vem o único homem... Eu... Gay... Nunca tive coragem de dizer pra ele e nem sei se é necessário... Aos 28 anos sem nunca ter namorado ele nunca fez uma cobrança, uma pergunta... Como disse antes é um grande gaiato e não perde uma piada, mas qto a minha suposta solteirisse.. Nunca fez nenhuma....

Meu avô sempre valorizou o trabalho e ficava orgulhoso qdo me ouvia dizer... “hj vou comendo uma maçã que não quero chegar atrasado”... Ele me responde “Isso, meu filho.. Em mais de cinquenta anos na Leopoldina nunca cheguei atrasado”. Se sente orgulhoso em cada conquista profissional minha, chegava a brilhar os olhos qdo me via correndo por que trabalhava em três cidades e quando me ouvia dizer: “preciso continuar correndo pra pagar as minhas contas antes que cheguem em casa”.

Esse ano foi um dos poucos em que no dia dos pais  passei longe dele, desde que casei sempre recebo visitas em casa e meu marido as trata muito bem, era a primeira vez que viria uma visita dele...  Além disso, daqui há duas semanas terei de ir lá... Então não me preocupei, pensei que daria qq desculpa e ok... Daí liguei pra ele já a noite e conversamos...

Gato – Oi Vô, desculpa ter demorado, eu hj tive que ficar aqui por causa de uma festa no trabalho, mas daqui há duas semanas eu vou praí...
Vô Gatão – Eu pensei que vc tinha esquecido de mim...
Gato – Nunca Vô, eu pensei no senhor o dia inteiro...
Vô Gatão – Eu sinto sua falta, meu filho.. De vc aqui com a  gente.. Acha que não consegue uma transferência de volta pra cá...
Gato – (já com lágrimas nos olhos).. Num sei Vô, mas eu to na idade de me dedicar o trabalho.. O senhor sabe o quanto o trabalho é importante...
Vô Gatão – Eu sei, mas eu sinto sua falta...

Desliguei chorando.. É claro... E essa situação me fez pensar no quanto eu tenho que dar valor a isso tudo e o quanto tenho que me fazer valorizar tb... Que caso algum dia, por qualquer motivo que seja, haja alguma dúvida a cerca do amor que tenho pelo meu marido ou dedicação ao meu trabalho que não permita se quer o questionamento, por que o que estou abrindo mão pra estar aqui é de conviver com os grandes amores de minha vida, aqueles que me fazem chegar perto de compreender a expressão amor incondicional... Os meus avós.

Peço desculpas caso tenha sido brega, clichê ou qq coisa assim, mas eu precisava botar pra fora isso que está transbordando aqui em lágrimas e letras.. Do contrário não dormia em paz...

Vlw


9 comentários:

  1. Te aplaudir é o que me sobrou. Bom ver que vc tem algo de bom pra levar contigo!

    Um abraço e um beijo, meu querido!

    ResponderExcluir
  2. Muito legal essa sua relação com o seu avô, eu não tive muita afetividade com os meus avôs pq ambos faleceram muito cedo.

    ResponderExcluir
  3. emoção não tem nada de brega, clichê ou qq coisa assim ... isto é lindo cara ...

    ResponderExcluir
  4. brega... nada
    muito lindo o texto...
    e linda essa relação que você tem com o seu avô...
    parabéns...

    ResponderExcluir
  5. Meu fio... quem não aprecia alguma dose "de brega, clichê ou qq coisa assim" tá perdendo muito nessa vida! Acredite! Lindão isso, meu gato! Congratz!

    ResponderExcluir
  6. brega e clichê pq? pq vc demonstrou amor por alguém q te ama? vamos parar com essa coisa moderna-hipster-sozinha de esnobar o amor pq ele é lindo. =) e vc é lindo, e seu avô tb.

    ResponderExcluir
  7. Olá, parabéns pelo blog!
    Se você puder visite este blog:
    http://morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela atenção

    ResponderExcluir
  8. A Marisa é mesmo TDB! Se tivessem colocado Claudia Leittttte & Cia eu morria na hora!

    ResponderExcluir
  9. Não tem nada de brega.. É muito admirável isto sim!!!!!

    ResponderExcluir