14.1.14

Atualização da Vila do Chaves

Quando conversei com meu leitor, ele falou bastante sobre a coisa dos meus vizinhos que ele adorava, ler.. E eu sinceramente adoro escrever!!! Como todos sabem, muita gente aluga aqui por temporada e muitos ficam períodos curtos, por tanto nesses meses que fiquei fora muita coisa mudou... As seis casas estão ocupadas então vamos apresentar a nova configuração.

Quem Permanece?

Bob Marley junto com a gente, é o vizinho mais antigo e continua firme e forte com seu baseadinho e guitarra... Deu uma emagrecida e cortou o cabelo, tah dando até pra desejar de novo, muito embora a imagem dele parecendo o irmão hetero do Gominho me persegue, basta eu olhar que penso no que pode se transformar por puro relaxamento!!!

Curitibano permanece junto com seus hábitos malditos de driblar a solidão, a cervejinha ao som de aviões do forró e as ligações com megafone da sacada diminuiram, mas agora ele comprou um violão, fica tentando cantar e eu queria ter amizade com ele pra dizer: Não, querido.. Tenta outra coisa!!! Além disso comprou uma Calopsita... To com medo de uma hora ele adotar umas 12 crianças.

Quem entrou?

Casal Invisível, meus vizinhos de lado, tive muito medo pq a sensação que eu tenho e que tinha uma cabeça de burra enterrado naquela kitnet. Ela deu moradia pra Testemunha de Jeová e pra Lolito, sinceramente tava com medo do próximo vizinho ser o Maniaco do Parque. Daí entrou o casal invisível, levei meses pra vê-los, pq eles são tipo o casal gay, vc não vê, não ouve, não sente cheiro... Ops.. O cheiro vc sente.. Do baseadinho!!!! O apelido tah meio desatualizado, pq eles andaram recebendo umas visitas no reveillon daí os vi bastante... Ok, era um momento, né??? Todavia as visitas foram embora e eles continuam cheios de coisas na varanda, mas nada que se compare a vizinha de baixo a...



... Vovó Maria do Bairro, minha primeira vizinha idosa, adoro!!! A casa fica dias fechada, um dia ela morre e a gente só vai saber dias depois. Não sei muito dela, mas uma senhora já naquela idade, morando numa kitnet com um cachorro.. Sei lá, acho triste!!! O cachorro é o Thor, um yorkshire histérico que se tivesse uma enfermeira goiana de vizinha já tinha ido pro saco. Dona Maria do Bairro é muito na dela, mas um belo dia apareceu uma mulher (acho que filha), que passou uns dias ai com ela e trouxe milhares de saco preto e ficam no quintal, fazendo Vovó maria do bairro parecer uma catadora. A faixada da Vila do chaves passa pelo seu momento mais favelado.



Mamãe é de Morte... Deus sabe, pq minha locatária alugou kit pra essa louca, pq aqui pra vc entrar não basta ter dinheiro, é quase uma entrevista pra uma vaga na Petrobrás, falta pouco fazer dinâmica de grupo com os candidatos. Daí que a quantidade de pessoas é primordial e ali estão um casal e o que acredito ser duas crianças. Pq a priori achei ser só uma, mas rolam mais vozes quase que diariamente. A principal figura??? A Matriarca e o filho Raphael que ela BERRA o dia inteiro... Discussões mil, o retrato da histeria, ela precisa de ajuda séria... Super Nany pode dar jeito pro Raphael, mas pra ela só Jesus tocando. No reveillon a briga mais pontual em que ela gritava "vc tem que tratar ele igual a ela, ele tmb é seu filho"... E eu nem ouvia a voz do homem. Daqui a pouco a discussão dela com Rafael que deve ter uns 7 anos e gritava "vai tomar no cu" e ela mandava ele pra casa do caralho e assim segue a humanidade....



Fico pensando que dias bem piores já vieram, foi como disse aqui antes, todo mundo trabalha, daí que não rola Lolito dando altas festivas até de madrugada e eu pagando do vizinho chato, como se o direito sagrado ao sono do trabalhador fosse uma excentricidade estranha. Mas devo dizer que os entulhos de Maria do Bairro, O Varal de Curitibano, a sala-quintal do casal invisível e a histéria de Mamãe é de Morte tirou muito da sofisticação que havia na época que Amy e Lolito faziam suas reuniões ao som de Back to black, mas ok.. Não sinto saudades!!!



4 comentários:

  1. Kkkkkkkkk, ô gente, me identifico com a mãe é de morte, tenho uma vizinha aqui que grita o dia todo com as crianças, se ela pede um favor já é aos gritos como se a criança tivesse a responsabilidade de advinhar-lhe o pensamento. E como as casas são geminadas parece que é aqui dentro.

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Chorei de rir com isso aqui!!! Meus vizinhos são em sua maioria normais e não tenho tanta habilidade pra descrevê-los.

    Se vc fosse fazer um perfil pra vc, uma sugestão seria a vizinha fofoqueira hi tech, que fica vendo o povo na janela pra depois postar tudo no blog! AMOOOOO!!!! rs

    Beijos, queridão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou o narrador, amigo??? O Dramaturgo!!!
      hauahauahauahua

      Excluir