24.4.09

Sobre o ativismo da mediocridade...

Até o momento eu ainda não havia feito nenhum comentário sobre o nome da vez Susan Boyle. A senhora de 47 anos é protagonista dum conto de fadas, com direito a cenas hollyudiana. Após ter participado de um programa televisivo tal com o nosso ídolos, Susan virou um sucesso internacional. Seu vídeo foi oito vezes mais visto, na internet, que o discurso de posse do Obama; Personalidades como Demi Moore e Opra declararam torcer para que ela vença o programa; já foi procurada por gravadoras, tem estado badalada entre os programas de televisão.

Confesso q eu fico muito satisfeito em ver que num mundo onde o ter vem em detrimento ao ser de forma tão avassaladora, alguém que tem tão pouco e é tanto, consegue seu lugar ao sol. Nem só de Paris Hilton vive a década de 2000...

Desajeitada, gordinha, descabelada... E ainda sim estonteante, e ainda sim todos que riram dela com seus cabelos impecáveis e gestos elegantes, aplaudiram de pé.

Hoje, assistindo TV, fiquei contente mais uma vez quando vi no jornal hj falando sobre Susan.. Sua historia exemplo pode e deve ser gritada aos sete ventos...

Um pouco mais tarde trocando, mais uma vez de canal, vejo a historia contada no programa da Sonia Abrão... Bem... Devo dizer que tenho pavor a esta criatura... Sempre vi nela um retrato da hipocrisia, a tentativa artificial e forçada da comunicadora com valores da dona de casa dos seriados americanos na década de 50... Porém é um programa popular, de amplo acesso da massa e fiquei contente de ver a historia da Susan contada ali. Ao terminar fiquei a espera do comentário de Sonia, foi quando ela resolveu mostrar a Susan Brasileira... É... Achei a idéia forçada mas... Ok.. Vejamos...

Me entra um cidadão vestido de mulher, fazendo uma parodia ridícula da música cantada por Susan Boyle... E ainda repetiram a atração...

A pouco comentei num blog que a industria do entretenimento, não satisfeito com a superação da imagem ridicularizada de Susan, a convidou para fazer um filme pornô... Me impressiono com o quanto as pessoas conseguem ser medíocres, e quanto é difícil se desvencilhar desta marca.

Na parodia ele canta: “se fizesse um pedido para um gênio eu pediria, ter uma bunda bem grande, bem maior que a melancia.”... Será que é tão difícil compreender que não é nada disso???? Que é muito maior, e muito além disso??? É tão difícil calar a boca e parar de rir??? Deve ser... A lente q eles enxergam o mundo é tão restrita que só conseguem ver nas projeções de alguém a mulher melancia, como se não houvesse, nada além disso... E mesmo qdo surge Susan Boyle, não conseguem sair desse lugar.

Dividindo a mesa com ela uma criatura ridícula com uma voz estridente vestida de empregada doméstica e Decio Picinini... Oras, tem dó... Quem são eles pra poder rir de Susan Boyle??? Basta que se olhem no espelho...

Mas... Não.. Melhor rir de Susan, mesmo... Pk se forem olhar muito fixamente no espelho... Se conseguirem de fato se olhar... Muito longe de rir... Eles vão chorar, pk o mais deprimente de todos os espetáculos é o que eles se tornaram e o que eles ajudam a formar.

Segue ai em baixo o vídeo do programa de Sonia Abrão e o link do you tube, para alguém que ocasionalmente ainda n conheça a Susan.


http://www.youtube.com/watch?v=xRbYtxHayXo&feature=related


video

2 comentários:

  1. eu tava aki, concordando cm vc
    q era legal isso d mostrar essa historia
    ela ta batida jah?
    sim
    mas pelo menos tah sendo espalhada
    e isso eh bom pq eh uma historia linda

    ateh chegar na parte da susan brasileira
    eu nao tinha visto isso

    R I D I C U L O

    com raiva

    xx

    ResponderExcluir
  2. Sempre lembrando que tah batido pra gente.. Nautas... Nerds... rss.. Muita gente ainda n conhece...

    ResponderExcluir