28.3.13

Fim das "férias"...

Tah chegando o fim das férias forçadas, volto a minha rotina normal.. Confesso tá com saudade da correria, mas embora a convivência na casa seja um pouco turbulenta, n da pra negar que eu lido super-bem com o ócio.

Só no mês de março vi aproximadamente 20 filmes... Terminando o Oscar resolvi ver alguns campeões de bilheteria que perdi ano passado, terminando os campeões, resolvi findar uma série de filmes que tinha no PC e nunca via por causa do bendito tempo. Durante esses dias a 7ª arte foi uma grande companheira, bem como os reality shows, a teledramaturgia e toda essa coisa que nunca me abandona.

Passando rapidamente por eles devo dizer que... "Temple Grandin", "Precisamos falar sobre Kevin" e "Eu também" entraram pra minha lista de favoritos. Temple conta a historia de uma autista que chegou ao Doutorado fazendo uso exatamente dos seus sintomas. Precisamos falar sobre Kevin é um relato emocionante sobre a vida da mãe de um garoto que matou vários colegas num colégio dos EUA, o filme mostra desde seu nascimento, mesclando coma vida da mãe depois do evento. Eu também, é um filme espanhol com pouca, ou quase nenhuma. repercussão no Brasil. Conta a historia de um rapaz com síndrome de down que seria o primeiro a ter um título universitário e vai trabalhar num emprego público, se apaixonando por uma colega de trabalho. Lindo demais.

Eu também


Tb descobri que Branca de Neve e o caçador apesar da Kristen Stewart é fantástico. ótimos efeitos e um roteiro bem amarrado, o melhor que vi nessa onda de adaptações de contos infantis até agora (ainda n vi Oz). Espelho espelho meu, tem uma pegada de humor bem divertida e Julia Roberts de madrasta má é um show a parte.

Julia Roberts - Espelho espelho meu


360 é o último de Fernando Meirelles, é bonzinho e olhe lá... J. Edgar embora tenha uma abordagem homossexual tb n me chamou muita atenção... Curti o final da saga Crepúsculo e atividade paranormal 4 é o pior da franquia, mas continua me ganhando pelo estilo.



O último Batman é demasiadamente grande e cheio de personagens que estão lá só pra agradar os fãs, mas são inúteis na história. Marion Cottilard tem uma participação pífia e Ane Hathaway ta até boa de mulher gato, mas não deu muita pressão não. Lanterna verde é totalmente infantil e com efeitos grotescos, valeu pelo Ryan Reynolds que é um gostoso aparece de cueca e tem uma cena ótima de moleton.. Mas tudo que vcs precisam ver dele eu mostro aqui.

video
 É o suficiente, se poupem dessa bosta!!!

Para Roma com Amor me mostrou que eu até gosto de Woody Allen... Gosto mesmo!!! Acho gostosa a vibe prosaica dele, curto e entendo seu humor... Amei rever Penélope Cruz com ele e ver a Ellen Page. O único problema é que acho os filmes dele um sessão da tarde melhorado e o cara é tido como um monstro sagrado do cinema... Não é ruim, só não é bom pra tanto. 



E é isso... Ainda existem filmes que eu quero ver do passado, nunca vi A vida é Bela, nenhum da trilogia do homem aranha, matrix e outros clássicos, mas consegui desafogar um bocado de coisa que estava por aqui. Nos dias que virão, comigo já voltado, vou me ater a ver os lançamentos mesmo, só vejo filme de 2013 agora, o que ficou pra trás fica pra aposentadoria... E que finalmente me comece o ano!!!


Um comentário:

  1. ah, o Ryan Reynolds é realmente a única coisa boa no filme do Lanterna Verde.

    ResponderExcluir